09/12/2017

TOP 5 - Álbuns que eu mais ouvi esse ano

Hello, bitches <3 Vocês se importam de eu chamar vocês assim? É uma referência à CL e a música HELLO BITCHES, e como eu amo tanto a CL quanto essa música, decidi pegar emprestado dela essa frase. Estou retomando o ritmo aqui no blog aos poucos... Estou com tantas ideias legais <3 Estou vendo uma nova série: Dark, também é da Netflix (ei, netflix me paga pela divulgação que estou fazendo de você!) e estou quase terminando, qualquer coisa farei uma recomendação dela também <3 Além disso, nos últimos dias estou muito muito viciada em NCT 127! Sério, gente não paro de ouvir, e falando em k-pop, em breve farei posts sobre isso <3

No post de hoje eu irei dar algumas recomendações e minhas opiniões acerca sobre os álbuns que eu mais ouvi nesse ano. Irei fazer só um TOP 5, porque se não ficaria um post muito longo e cansativo de ler talvez (?), mas se quiserem posso talvez fazer uma parte 2, com mais álbuns. Lembrando que esse post, não tem só álbuns lançados esse ano, mas acho valido recomendar porque são muito bons! Vou pela ordem alfabética para ficar mais organizado.

O primeiro álbum dessa lista e com razão (inclusive foi até coincidência na ordem alfabética ele ser justamente o primeiro) é álbum Ceremonials, da banda Florence + The Machine, lançado em 2011. O mais interessante desse álbum e do estilo da banda em si, é que apesar de ser rock indie, é um rock que mistura muitos outros estilos musicais, tendo uma pegada até mesmo orquestral (?), meio barroca por definição. Em muitas músicas desse álbum eu imaginava ela em trilhas sonoras de filmes, ou musicais, não sei o porquê, mas acho que elas combinaram perfeitamente, exemplo de músicas assim são: Seven Devils que quando eu ouço eu imagino como sendo parte de uma trilha sonora de um filme bem sombrio, ou de um personagem sombrio, tipo a Malévola (não sei o porquê, mas quando ouvi essa música pela primeira vez, eu pensei nela). Outra música que me faz lembrar disso também é Heartlines (clique para ouvir), que me lembra algo numa selva (não sei o porquê) principalmente o refrão com o coro, e por último a música Only It For A Night que me lembra algo meio mágico, místico.

Destaques desse álbum: Seven Devils, Only It For A Night, Spectrum, Shake It Out, What the Water Gave Me e Never Let Me Go.

Aqui está uma playlist com essas músicas que eu recomendei, caso estejam curiosos e queiram ouvir:


Confesso que eu não acompanhava a carreira do One Direction, porque nunca tive muita vontade e também porque a boyband em si não chamava muita a minha atenção. Porém, nesse ano quando Harry Styles (um dos integrantes) lançou o single Sign Of The Times, ele com certeza começou a chamar a minha atenção, e quando ele finalmente lançou o seu álbum homônimo, eu fiquei extremamente surpresa, mas mais do que isso eu simplesmente amei. Fiquei surpresa porque é um estilo musical bem diferente do que era produzido pela boyband, já que Harry trouxe nesse álbum um estilo totalmente voltado para o rock o que foi uma grande e boa surpresa. Além, de Sign Of The Times que tem uma temática um tanto quanto apocalíptica em sua letra, o álbum trás ainda Meet Me In The Hallway que me lembra um pouco o rock dos anos 70, Sweet Creature que me lembra Blackbird dos Beatles dentro de suas proporções e Kiwi (clique para ouvir) que me remete à uma sonoridade muito parecida com o som feito pela banda britânica Arctic Monkeys, por essas e outras o álbum já me conquistou desde o início. Para mim foi a melhor surpresa musical de 2017.

Destaques desse álbum: Meet Me In The Hallway, Sweet Creature, Woman, Sign Of The Times, Ever Since New York.

Tenho outra confissão para fazer, a única vez que um trabalho da Lady Gaga realmente me chamou a atenção foi na época de The Fame (2008) e The Fame Monster (2009), desde então a maioria dos trabalhos de Lady Gaga não me agradaram muito, e para ser bem sincera demorei para ouvir o álbum Joanne, porque não tinha muitas expectativas nele, até que um dia resolvi ouvi-lo finalmente e me arrependi por não ter feito isso antes.
Com uma temática bem mais pessoal tanto nas letras, quanto na produção musical, Joanne acerta justamente por mostrar um lado mais pessoal de Lady Gaga, a verdadeira Stefani por trás dos trajes e maquiagens extravagantes que todos estavam acostumados a vê-la até então. Além de mostrar outras facetas musicais diferentes do que estávamos acostumados em ver em seus outros trabalhos, vemos nesse álbum uma influência bem maior do rock. Junto à isso vemos temáticas bem mais pessoais nas letras como, por exemplo, na faixa-título Joanne, feita em homenagem à sua falecida tia que morreu antes mesmo dela nascer por causa da doença: lúpus, pouco conhecida na época. O álbum ainda trás faixas sobre desilusões amorosas, como Perfect Ilusion (clique para ouvir) e Million Reasons e até mesmo críticas sociais em Angel Down e Hey Girl. Minha canção favorita é Hey Girl uma colaboração com Florence Welch (sim, a mesma que indiquei, que faz parte do Florence + The Machine) que além de ter combinado muito a parceria das duas ainda trás um estilo bem diferente do restante do álbum.

Destaques desse álbum: Hey Girl (feat. Florence Welch), Joanne, Angel Down, Diamond Heart e Million Reasons.


E agora vamos nós finalmente com o k-pop e com os artistas que com certeza mais se destacaram nesse ano de 2017 dentro do gênero: o BTS. Esse ano eu finalmente me tornei uma ARMY, sim, eu sei que demorou, mas é porque eu tenho um trajeto com o BTS um tanto quanto confuso vamos dizer assim, mas não me arrependo momento algo de ter começado a acompanhar mais eles, já que eles tem talento de sobra. Esse ano com certeza foi muito importante para o BTS, não vou ficar aqui listando suas conquistas porque são muitas e o post já tá longo, mas entre essas conquistas podemos com certeza citar o mini-álbum, Love Yourself (Her). Isso porque o álbum é a marca de uma nova fase na carreira dos meninos e isso fica bem evidente nas mudanças musicais presentes nesse álbum que trás um novo lado até então não tanto explorado. Começando com o Serendipity que trás um estilo mais "soft" eu diria para esse álbum e finalmente explora os talentos vocais de Jimin. Além disso, trás a vibrante DNA, o famoso puxão de orelha nas fãs com Pied Piper, a animada música que conquistou todos: Go Go, e a poderosa e ao mesmo tempo uma grande resposta para os antis, MIC Drop (clique para ouvir).

Destaques desse álbum: Pied Piper, Serendipity, DNA, Go Go e Sea.


Finalmente a última indicação desse ano fica com o EXO e com seu álbum: The War. Esse álbum foi outra boa surpresa para mim, porque eu normalmente não gosto muito dos álbuns do EXO, acho que os que mais me agradaram foram XOXO (2013) e Overdose (2014), mas com The War, foi diferente. A produção desse álbum realmente foi muito boa, todas as faixas me agradaram sendo até difícil escolher algumas para indicar aqui. A minha favorita com certeza foi The Eve, que na minha opinião poderia facilmente ter virado um single, porque além de possuir uma coreografia ótima, ela tem um estilo bem diferente do que é acostumado de se ver do EXO, o mesmo vale para Ko Ko Bop que também é bem diferente por trazer um estilo mais reggae. Não podemos esquecer de Power que faz parte do reckapage e que é bem vibrante e animada e Sweet Lies também presente nessa versão que é um pouco mais lenta, porém ótima, inclusive gostaria de ver mais desse estilo sendo explorado por eles futuramente.

Destaques desse álbum: The Eve, Ko Ko Bop, Sweet Lies, Power, Going Crazy.

Pronto, finalmente terminamos esse famigerado post. Depois de escrever tanto (e de vocês lerem tanto) espero que vocês tenham gostado, pois deu bastante trabalho (juro). E agora quero saber de vocês: já ouviu algum desses álbuns? Se sim, o que achou? Qual outro álbum além desses marcou o ano de vocês? Deixem aqui nos comentários, adorarei ler <3

Bye <3
Resultado de imagem para f(x) bye gif
infelizmente mais um ano sem um álbum de f(x), se elas tivessem lançado com certeza estariam nessa lista porque os álbuns delas sempre são maravilhosos.

7 comentários:

  1. Oieee. Conheço a referência e pode chamar assim se quiser. Vou esperar post de k-pop imagino que serão legais. Eu não vou opinar dos albuns que eu não ouvi. O único da lista aí que eu ouvi foi do BTS. Achei muito maneiro, comecei a acompanhar mais o grupo nesse comeback. Que tristeza que você lembrou, é verdade o F(X) ainda está no porão. Não vejo a hora de ter logo um comeback poxa. Elas só tem conceito bom. Vamos aguardar né.
    Snack Cheese Fomos para Marte 👽 ~☆v i s i t e - n o s☆

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie <3 Referência aprovada então <3 Em breve irei fazê-los! O álbum do BTS realmente foi bom ^^
      Nem me fale de f(x)... Já faz 2 anos que elas não fazem um comeback... que tristeza :(

      Excluir
  2. oi jess! (posso te chamar assim?)
    é bem diferente ver os meninos fazendo música solo, lembro de quando a banda separou e minhas amigas que eram fãs ficaram desoladas. felizmente, a maioria tem ótima qualidade sonora. eu tô amando ver mais do louis agora nessa fase solo.

    minha música favorita do joanne é million reasons ♥ mas eu adorei perfect illusion também, tanto que ano passado essa música ficou estourada, não parava de tocar na rádio. graças a Deus ela saiu da era country, ninguém aguentava mais kjkdjdld.

    sou suspeita pra falar sobre kpop pois não é meu gênero musical favorito. sempre tenho contato, pois minha irmã é fanzassa do BTS.

    beijos. | c o l o r e d 🍭 c o t t o n

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Tori <3 Pode sim, claro <3 Jess é um dos meus apelidos KKKKK
      Eu não acompanhava muitos os meninos, mas imagino que muitas fãs devem ter ficado tristes. Eles se separaram mesmo? Pensei que fosse só um hiatus. Não ouvi muito ainda do Louis, depois vou conferir ^^
      Million Reasons é linda <3 Perfect Illusion é maravilhosa também <3 Nossa, pior que essa fase, foi a do jazz, não que eu não tenha gostado, mas sei lá, ficou muito diferente do que ela fazia até então.
      BTS tá bem popular KKKKKKKK

      Excluir
  3. Aí moça to me sentindo horrível porque daí só escutei Exo - The War, e as músicas que você citou do BTS - o álbum inteiro não escutei.
    Mas assim, da lista eu fiquei com vontade de escutar Joanne da Lady Gaga e um pouquinho de Florence + The Machine? Talvez hehe.
    Bem, meu comentário ficou pequeno mas saiba que eu adorei seu layout (Sehun é meu bias do Exo até) e que gostei do teu post.
    Até mais~~
    margineus.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá Jeje o/
    Pode me chamar assim sim kkkkk, essa música da CL é maneira mesmo. Eu acho maneiro conhecer músicas novas, ainda mais quando a gente gosta aushaushau. A playlist ficou legal. Depois vou ouvir as que eu não conheço vai ver eu gosto. Poxa tenho saudades de FX espero que elas voltem logo.


    Snack Cheese Fomos para Marte 👽 ~☆v i s i t e - n o s☆

    ResponderExcluir
  5. Os meus álbuns preferidos sempre serão os da Lana Del Rey <3 Gosto também dos da Ariana Grande e da Melanie Martinez.
    A Florence é música indie, um estilo que eu admiro muito, porém eu nunca me dediquei a descobrir muito sobre ela. Aaaah, eu tbm acho que o Harry evoluiu, a carreira solo dele tem umas músicas que rementem mesmo mais ao rock e isso faz mais meu gosto. Já sobre a Gaga, melhor mudança de todas, cara <3 Eu amo sentimentalismo e ela trouxe exatamente isso. Antes as músicas eram dançantes e viciantes, agora as músicas são sobre ela. Million Reasons é uma das minhas favoritas.

    *:✧・゚{ Heart Full of Darkness }゚*:✧・

    ResponderExcluir

Aqui vai algumas regrinhas dos comentários para que a interação de todos sejam respeitados:

* Comentários em anônimo são aceitos;
* Spams serão excluídos;
* Não use palavras de baixo calão;
* Não ofenda nada e ninguém;

OBS: Lembre-se, respeito é bom e é necessário, por isso haja de forma consciente para manter o bom convívio entre todos. Caso o contrário, eu me verei obrigada a excluir o comentário.

Se quiser deixar o link do seu blog/site, pode utilizar esse código:
<a href="LINK DO BLOG">NOME DO BLOG</a>

Obrigada por deixar o seu comentário, e volte sempre <3